Conto Premiado

"45 Minutos"
- TERCEIRO LUGAR, CATEGORIA CONTO - CONCURSO DELICATTA III - Leia o texto.

Novidades

Acabo de fazer uma reforma no layout do blog. Agora os frequentadores poderão deixar recados no Mural de Recados, ou enviar mensagens privadas para meu e-mail diretamente do site. Tudo isso na barra lateral. Espero que gostem!

***

Ritual Noturno


Fecho meus olhos, respiro fundo e começo o sagrado ritual diário – pensar e repensar. Manchas negras movimenta-se entre tons cinzentos até que alguma imagem se forme na busca por um entendimento. São muitos os momentos, muitos os diálosgos e ações a serem repassados – uma confusão se alastra sorrateira diante de meus olhos fechados. A dúvida me enlouque, da margem a inexatidão dos fatos. Creio que muito fácil me deixo levar, e ainda mais facil é me trazer de volta. Depois de tantas curvas espero ancioso por um reta privilegiada – que nunca chega. Quem derá poder fazer uma parada de descanço – tão merecido.

Eis a primeira imagem. Vejo você, quietinho me olhando fixamente. Não há palhavras, mas posso ler teus pensamentos. Eles me dizem que a confusão e o querer se fazem amigos e lançam brincadeiras a todo momento. Ainda que relutante te abraço, te aqueço com meu corpo e com o unico sentimento que pode ajudar enquanto digo: “Tenha calma. Dê-me a mão, venha comigo. Vou mostrar-lhe onde fica a porta de saída do dilema em questão. Apenas não lute. Dê-me a mão.”

Fim do primeiro flash. Abro os olhos e ofegante não te vejo em volta. Minha cama vázia chora tua ausência e meu corpo teme não mais tocar o teu. O desenlace final desconheço. Estas viagens não levam ao final da história, apenas ao meio. Quem dera saber o que virá. Mas uma coisa é certa. Novamente meus olhos irei fechar, não para pensar, mas apenas para te beijar e me sentir colado a ti uma vez mais.

Fecho meus olhos, respiro fundo...

Alexandre C. Martins – 05 de julho de 2010

Nenhum comentário: